FocoNews - Conectou, virou notícia!

O Hospital de Base é destaque em quatro categorias do ranking criado pela Global Health Intelligence, empresa de análises em dados de saúde para a América Latina. O HB ficou em terceiro lugar como maior foco em saúde cardiovascular; em quinto lugar como melhor base instalada para tratamento de câncer; também em quinto lugar como maior número de equipamentos cirúrgicos e em sétimo lugar entre os hospitais melhores equipados para acomodar os pacientes.

O ranking HospRank é alimentado por dados do HospiScope, o maior banco de dados do mundo sobre hospitais da América Latina, que oferece mais de 140 informações sobre cada instituição e cobre quase 90% dos hospitais da região.

O HB tem o terceiro maior número de equipamentos de eletrocardiograma do ranking: 651. De acordo com Jorge Fares, diretor-executivo da entidade, os aparelhos são necessários porque todas as cirurgias, independentemente da área do corpo, necessitam de monitoramento. O hospital é o quinto em número de equipamentos cirúrgicos: são 274. "Nosso centro cirúrgico é grande e muito bem equipado, são 27 salas. É a segurança do paciente. Temos trabalhado muito em cima da Organização Nacional de Acreditação, que é a segurança do paciente", diz Fares.

A instituição também é a quinta com melhor base instalada para tratamento de câncer, com dois equipamentos de mamografia em funcionamento. "O câncer é um foco. Estamos negociando a compra de outro aparelho, mais moderno, de mamografia, e o segundo de radioterapia. São necessários para manter um bom atendimento, tem demanda para isso. Queremos suprir o atendimento de câncer de toda a regional, hoje muita gente vai para Barretos e Jaú, queremos segurar em Rio Preto", diz o diretor.

O HB é o sétimo hospital do ranking melhor equipado para acomodar os pacientes, aparecendo com 644 leitos, sendo 329 ambulatoriais e 315 de internação. De acordo com Fares, o número de leitos credenciados junto ao Ministério da Saúde é ainda maior, 966, sendo 800 para a rede pública e o restante para a privada.

O número de pacientes internados no HB supera os mil diariamente, já que por falta de vagas regulares muitas pessoas acabam ficando nos corredores, em locais não credenciados. O médico comenta que o HB está substituindo as macas dos corredores por camas, para dar mais conforto aos doentes. A falta de leitos continua sendo o maior problema do Hospital de Base, que deveria atender apenas média e alta complexidade, mais acaba atendendo a baixa também, pois as cidades da região encaminham os pacientes.

Fonte: Diário da Região

Publique um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
FocoNews - Conectou, virou notícia!
FocoNews - Conectou, virou notícia!