FocoNews - Conectou, virou notícia!


O Ministério Público Federal instaurou procedimento para acompanhar e fiscalizar a destinação de verbas públicas utilizadas no combate à epidemia da covid-19 nos 41 municípios da região de Jales (SP). O MPF requisitou que, no prazo de 15 dias úteis, as prefeituras informem a totalidade dos valores já recebidos e destinados ao enfrentamento da doença, incluindo recursos federais e estaduais, bem como aqueles oriundos da própria administração municipal. O procedimento visa a evitar irregularidades na aplicação destas verbas, o que poderia gerar sérios prejuízos aos cofres públicos.

Um dos pontos que merece atenção é a possibilidade de dispensa de licitação para aquisição de bens, serviços e insumos de saúde destinados ao combate do novo coronavírus. A medida, prevista na Lei nº 13.979/20, tem como objetivo dar agilidade às contratações por parte da administração pública durante a situação de emergência de saúde causada pela covid-19.

A essas condições excepcionais de aplicação das verbas públicas, fundamentais no momento atual, somam-se os valores vultosos que vêm sendo transferidos às prefeituras e governos estaduais para o enfrentamento da pandemia. Segundo dados do Ministério da Saúde, só em abril foram liberados mais R$ 4 bilhões para estados e municípios reforçarem suas ações contra o coronavírus.

Tais fatores tornam ainda mais necessário o acompanhamento da destinação dos recursos e a tomada das medidas legais cabíveis quando verificadas irregularidades. “A aplicação responsável de tais verbas acarretará reflexos diretos e imediatos no combate à pandemia, consubstanciando-se sua regular aplicação em benefício à saúde de milhares de brasileiros”, destaca o procurador da República José Rubens Plates, responsável pelo procedimento.

Os municípios questionados pelo MPF foram Aparecida D'Oeste, Aspásia, Auriflama, Dirce Reis, Dolcinópolis, Estrela D'Oeste, Fernandópolis, General Salgado, Guarani D'Oeste, Guzolândia, Indiaporã, Jales, Macedônia, Marinópolis, Meridiano, Mesópolis, Mira Estrela, Nova Canaã Paulista, Nova Castilho, Ouroeste, Palmeira D'Oeste, Paranapuã, Pedranópolis, Pontalinda, Populina, Rubineia, Santa Albertina, Santa Clara D'Oeste, Santa Fé do Sul, Santa Rita D'Oeste, Santa Salete, Santana da Ponte Pensa, São Francisco, São João das Duas Pontes, São João de Iracema, Suzanápolis, Três Fronteiras, Turmalina, Urânia, Vitória Brasil e Votuporanga. Eles deverão comprovar a destinação dos valores, com a apresentação de documentos.

Comunicação MPF.

Receba diariamente o FocoNews em seu WhatsApp
Salve o nosso número e envie "notícias" para (17) 99623-1183 para receber as informações do FocoNews diariamente em seu celular. Se preferir, clique aqui para iniciar uma conversa direta no nosso WhatsApp. O processo é o mesmo, ok? Salvar o número e enviar a palavra "notícias"

Publique um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
FocoNews - Conectou, virou notícia!
FocoNews - Conectou, virou notícia!