FocoNews - Conectou, virou notícia!

Depois do "sossego" de um ano eleitoral com candidatura única, lá em 2016, os jalesenses voltam a ter a oportunidade de discutir política, entender diferentes ideias e escolher, em 2020, quem irá representar a cidade pelos próximos quatro anos. Ailton Santana (PV), Especiato (PT) e Luis Henrique (PSDB) seguem cumprindo as suas agendas políticas em busca de apoios e votos para o próximo dia 15 de novembro. Os dois últimos, por sinal, estão trocando farpas, especialmente em programas políticos transmitidos pelas emissoras de rádio no horário eleitoral obrigatório.

O clima esquentou ainda mais por conta do debate eleitoral promovido há vinte anos pela ACIJ e Fórum da Cidadania de Jales. O evento está marcado para amanhã, quinta-feira, 29 de outubro, e terá transmissão ao vivo através do facebook do FocoNews. 

Além de tradicional, o debate também coloca em pauta temas de interesse dos eleitores e surge como um importante momento para a democracia. As entidades que compõe o Fórum da Cidadania de Jales e que participam da organização são elas: Associação dos Engenheiros da Região de Jales, Associação Paulista dos Cirurgiões Dentistas, Associação Paulista de Medicina, Loja Maçônica 3º Milênio, Loja Maçônica Coronel Balthazar, Loja Maçônica Marechal Rondon. Clubes de serviço: Rotary Clube Grandes Lagos, Rotary Clube de Jales e Lions Clube. Além da Diocese de Jales, Sincomércio de Jales (das empresas), Sincomerciários (dos empregados), ACIJ e Sindicato Rural de Jales.

Vamos então para a cronologia dos fatos:


Desde que organizado, o debate solicitou a confirmação dos candidatos em um prazo estipulado previamente. Especiato e Ailton Santana confirmaram presença, mas Luis Henrique, na época, questionou medidas sanitárias e pediu inclusive para que testes de coronavírus fossem realizados antes do evento.

No últimos sábado, o Blog do Cardosinho publicou uma matéria, repercutida pelo FocoNews, reiterando que o candidato não havia dado resposta no prazo estipulado pelas entidades referente a sua participação ou não no debate. 

Questionado na manhã desta quarta-feira, 28 de outubro, pelo apresentador João Luiz Garcia, em entrevista ao jornalístico Antena Ligada, da rádio Antena 102, Luis Henrique respondeu que realmente não vai participar do debate: "Eu não tenho nenhuma preocupação em discutir ideias, propostas, pelo contrário. O que me preocupa é com quem e como devo debater isso!", disse.

Luis Henrique completou: "Existem candidatos que não querem fazer debate. Esses candidatos querem fazer do palco da ACIJ um 'RING'. Transformar aquilo em um vale-tudo em busca do voto. E eu não vou cair em baixaria, não vou baixar o nível da campanha!". 

Finalizando, o candidato disse que entrou com representação na Justiça Eleitoral contra o candidato Especiato, por divulgação de fatos sabiamente falsos, as chamadas "fake-news".

A representação


Luis Henrique fez referência a uma transmissão ao vivo publicada na página do Deputado Paulo Fiorilo, na qual mostrava os bastidores de um vídeo que seria produzido e divulgado nas redes sociais do candidato Especiato justamente falando sobre a sua participação no debate

A Justiça Eleitoral de Jales, através da Juíza Maria Paula Branquinho Pini, determinou a retirada imediata do vídeo das redes sociais. Especiato (PT), ao gravar um vídeo em praça pública, "afirma" que o Candidato Luis Henrique (PSDB), recebeu cheques de "Propina".

O documento cita ainda que vislumbra-se ocorrência de ofensa à honra ao afirmar, sem qualquer contexto de debate eleitoral, que o requerente "recebeu cinco cheques de dez mil reais de propina de Bálsamo, do amigo dele, prefeito de Bálsamo, nas contas dele e não está explicado ainda. Isso, com certeza, se ele não explicar, a população de Jales vai saber quem é quem nessas eleições."

A própria Constituição da República estabelece parâmetros para o exercício da liberdade de expressão e de manifestação do pensamento prevista no artigo 5º, inciso IV, quando assegura a inviolabilidade da intimidade, a vida privada, a honra e a imagem das pessoas (CF, artigo 5º, inciso X). 

Deve-se preservar a discussão quando realizada de forma cordata e racional entre os interlocutores, mas todo e qualquer conteúdo violador dos valores éticos e sociais da pessoa e das normas de boa conduta devem sofrer reprimenda estatal.

Assim, em juízo de cognição sumária, DEFIRO o pedido de tutela de urgência e DETERMINO a INTIMAÇÃO dos representados para fazer cessar, IMEDIATAMENTE, a veiculação do vídeo, ficando vedada a replicação e encaminhamento, sob pena de multa de R$ 5.000,00 para cada ato de desobediência compreendida a postagem, o compartilhamento ou quaisquer outras formas de divulgação ou compartilhamento.

Fato é que o debate já está rendendo! O evento está marcado para amanhã, quinta-feira, 29 de outubro, e terá transmissão ao vivo através do facebook do FocoNews. 

Receba diariamente o FocoNews em seu WhatsApp
Salve o nosso número e envie "notícias" para (17) 99623-1183 para receber as informações do FocoNews diariamente em seu celular. Se preferir, clique aqui para iniciar uma conversa direta no nosso WhatsApp. O processo é o mesmo, ok? Salvar o número e enviar a palavra "notícias".




Publique um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
FocoNews - Conectou, virou notícia!
FocoNews - Conectou, virou notícia!