FocoNews - Conectou, virou notícia!

  

O candidato a prefeito Luís Especiato (PT) não divulgou nenhum “fato sabidamente inverídico” – ou seja, nenhuma mentira ou fake news – no vídeo postado na página do deputado estadual Paulo Fiorillo, no facebook, no qual cobrava explicações sobre os cinco cheques oriundos de suposta propina, que foram depositados na conta do candidato Luís Henrique Moreira(PSDB).

Essa foi a conclusão a que chegou a juíza eleitoral Maria Paula Branquinho Pini, em sentença divulgada nesta sexta-feira, 06, na qual ela nega direito de resposta ao candidato Luís Henrique. A sentença da juíza corrobora manifestação do promotor eleitoral, Horival Marques de Freitas Júnior, que também não viu no vídeo nenhuma notícia inverídica ou ofensa à honra de Luís Henrique.

“No caso dos autos, a afirmação feita, no vídeo, pelo candidato Luís Especiato de
que o candidato Luís Henrique recebeu cinco cheques de dez mil reais de propina na cidade de Bálsamo/SP, não se mostrou tratar de fato sabidamente inverídico
”, escreveu a juíza. 

A juíza destacou que o próprio candidato tucano confirmou, em entrevista radiofônica, que os cheques foram depositados em sua conta. E lembrou que o fato foi objeto de matéria jornalística. Não obstante, ela confirmou a exclusão do vídeo do facebook.

A manifestação do promotor e a sentença da juíza contrariam as propagandas eleitorais da campanha de Luís Henrique, que acusavam o petista de crime eleitoral por, segundo as propagandas, divulgar notícia inverídica e ou fake news contra o candidato tucano.

No debate de quinta-feira, 05, ao qual Luís Henrique não compareceu, Especiato cobrou novamente explicações, ao mesmo tempo em que mostrava a matéria do Diário da Região, de Rio Preto, e cópia dos cheques depositados na conta de Luís Henrique, como mostra a foto acima.

Os cinco cheques, no valor de R$ 10 mil, cada um, estão no centro de uma investigação da Polícia Civil de São José do Rio Preto, através do setor de Combate ao Crime Organizado e Lavagem de Dinheiro. Segundo as investigações, os cheques foram emitidos para pagamento de uma propina ao prefeito de Bálsamo, Carlos Ed
uardo Carmona Lourenço(MDB), “amigo íntimo” de Luís Henrique.

Na entrevista citada pela juíza, Luís Henrique deu meias explicações, mas o grande mistério continua: como os tais cheques suspeitíssimos foram parar em sua conta?

Fonte: Blog do Cardosinho

Confira na íntegra:







Receba diariamente o FocoNews em seu WhatsApp
Salve o nosso número e envie "notícias" para (17) 99623-1183 para receber as informações do FocoNews diariamente em seu celular. Se preferir, clique aqui para iniciar uma conversa direta no nosso WhatsApp. O processo é o mesmo, ok? Salvar o número e enviar a palavra "notícias".








Publique um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
FocoNews - Conectou, virou notícia!
FocoNews - Conectou, virou notícia!