BANNER MASTER INTERNO

FocoNews - Conectou, virou notícia!


A professora e coordenadora pedagógica, Daisy Aparecida Romagnoli de Moraes Andrade, de 53 anos, moradora de Jales (SP), recebeu a 2ª dose da vacina contra a covid-19 nesta segunda-feira (10). 

Ela ficou conhecida no mês passado depois de ir se imunizar em um drive-thru da cidade com o carro decorado com balões e mensagens. A profissional chamou a atenção dos trabalhadores da saúde e de quem aguardava para ser vacinado por ter ido novamente com o carro decorado. Só que desta vez ela decidiu homenagear as mais de 420 mil pessoas que morreram por conta da covid-19 no Brasil. A professora escreveu cartazes com os nomes das vítimas, incluindo o do ator e humorista, Paulo Gustavo.

“Decidi fazer essa singela homenagem e chamar à atenção para a importância de todos se vacinarem porque meu sentimento é misto: é indescritível tanto a minha felicidade quanto a minha tristeza pelas mais de 420 mil mortes de trabalhadores brasileiros que não tiveram sequer a oportunidade de serem vacinados. Todos os que partiram eram o amor de alguém e/ou de muitos e, seria muito egoísmo da minha parte, ignorar tanta dor”, disse a professora.

Quando tomou a primeira dose da vacina, a professora havia decorado o carro com mensagens em homenagem a quem está na linha de frente desde o início da pandemia.

“Eu quis valorizar as coisas boas que nós temos. Eu queria que fosse um momento de celebração durante a vacina. O meu objetivo foi homenagear tudo o que temos de bom, as universidades públicas, os trabalhadores da saúde e da educação e a ciência do país”, afirma.


A professora explica que o sentimento de tomar a vacina é indescritível. O desejo dela agora é poder se reencontrar com os filhos que estão distantes, porém seguindo todas as medidas de prevenção.

“É inexplicável a felicidade que estou sentindo por ter recebido a segunda dose. Meu sentimento é de renascimento, pois a covid-19 nos privou das principais coisas que impulsionam nossa vida, principalmente a família. Estar imunizada significa para mim abraços apertados e demorados, e especialmente o reencontro com meus filhos que moram longe, porque não nos vemos desde março de 2020”.

Para a professora, a educação foi uma das áreas mais impactadas pela pandemia. Ela conta que ficar longe da escola tem sido muito difícil, mas com a vacinação há esperança de retomar as aulas com maior segurança.

“Eu sinto muita saudade da escola e dos alunos. Para nós, professores, a escola é a extensão da nossa casa. As aulas presenciais fazem muita falta. A vacinação é a nossa esperança para que a educação volte ao normal”, finalizou.

Por: SBT Interior

Receba o FocoNews em seu WhatsApp
Salve o nosso número e envie "notícias" para (17) 99623-1183 para receber as informações do FocoNews diariamente em seu celular. Se preferir, clique aqui para iniciar uma conversa direta no nosso WhatsApp. O processo é o mesmo, ok? Salvar o número e enviar a palavra "notícias".




Publique um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
FocoNews - Conectou, virou notícia!