Foto/Reprodução TV Globo

Após o participante do Big Brother Brasil (BBB) Eliezer protagonizar, recentemente, cenas de beijos com outras duas participantes do reality, o tema herpes voltou a ser assunto na boca dos brasileiros. Isso porque, ao entrar em contato com as integrantes do programa, o “brother” estava com feridas na boca causadas pelo vírus.

A herpes é uma doença contagiosa, provocada por uma grande família de vírus, que tem vários tipos. Segundo a infectologista e pediatra do Sistema Hapvida, Silvia Fonseca, o mais comum é o que pode causar feridas na boca como na área genital. “Ele é conhecido como vírus que tem transmissão sexual e transmissão por contato. Normalmente, esses vírus, que fazem bolinhas na boca, são contraídos na infância. A primeira infecção vem com febre, mal-estar, e, depois, esse vírus sai sozinho, mas fica recorrente”, informa a especialista.

A reativação do vírus pode ocorrer devido a diversos fatores desencadeantes, tais como: exposição à luz solar intensa, fadiga física e mental, estresse emocional, febre ou outras infecções que diminuam a resistência orgânica.

Algumas pessoas têm maior possibilidade de apresentar os sintomas do herpes. Outras, mesmo em contato com o vírus, nunca apresentam a doença, pois a imunidade não permite o seu desenvolvimento.

Para Silva Fonseca, é importante que ao ser acometido pela doença, o paciente procure o médico para realizar o tratamento. “Existem tratamentos tanto para a primeira infecção como para as infecções recorrentes. Ambos são eficazes. As pessoas, que têm o sistema imune bom, apresentarão somente as lesões na pele. Já os pacientes com baixa imunidade, como as crianças, por exemplo, podem ter o quadro evoluído e inclusive ter doenças graves”, alerta Silvia Fonseca.

Dentre as doenças graves estão: infecção mucocutânea (muito comum), incluindo herpes genital. Geralmente, causa lesões genitais ulcerativas; infecção ocular, incluindo ceratite por herpes. Pode acometer a íris; infecção do sistema nervoso central (SNC) e herpes neonatal.

A médica alerta que a pessoa, que está com herpes, deve evitar partilhar copos, talheres com as outras pessoas, e beijar. “É importante também manter o local lesionado coberto, principalmente, em pessoas que trabalham na área hospitalar, e buscar ajuda de um especialista, pois existe tratamento eficaz para a doença”, reforça.


Fonte: O Regionalzão

Receba o FocoNews em seu WhatsApp
Salve o nosso número e envie "notícias" para (17) 99623-1183 para receber as informações do FocoNews diariamente em seu celular. Se preferir, clique aqui para iniciar uma conversa direta no nosso WhatsApp. O processo é o mesmo, ok? Salvar o número e enviar a palavra "notícias".



Publique um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
FocoNews - Conectou, virou notícia!
FocoNews - Conectou, virou notícia!