Foto/Divulgação

O delegado Carlos Montelone, pediu ao Ministério Público a internação dos três adolescentes suspeitos de espancar o pai de um aluno, na tarde de quarta-feira, 6, em Jales. O homem, de 52 anos, está internado em estado grave no Hospital de Base de Rio Preto.

Para Monteleone, a internação dos estudantes se justifica pela violência demonstrada nos vídeos gravados por testemunhas durante as agressões ao pai do aluno.

"Eu já fiz a recomendação de recolhimento dos jovens para o Ministério Público, mas a decisão vai caber a Vara da Infância e da Juventude", diz o delegado.

Pai e filho chegaram a registrar na delegacia, um boletim de ocorrência de ameaça, horas antes da agressão, mas não chegaram a identificar os autores, porque as ameaças vinham de perfis anônimos.

Os vídeos citados pelo delegado foram compartilhados nas redes sociais e mostram que, na tarde de quarta-feira várias pessoas estavam na frente de um bar, quando o homem sai do veículo Ford Escort. Ele teria ido buscar o filho, que estaria sendo ameaçado pelos três adolescentes.

O homem desce do carro com um pedaço de madeira na mão, mas um adolescente aparece e, enquanto ele discute com uma mulher, tira o objeto das mãos dele.

Na sequência, um grupo de menores derruba e agride o homem com diversos socos e chutes. Em outro momento da confusão, dois adolescentes aparecem atacando a vítima com pauladas no rosto. O homem perde a consciência e desmaia. Mesmo assim, os agressores continuam batendo nas costas dele.

Os menores chegaram a ser levados apreendidos para o plantão policial de Jales, mas tinham sido liberados.

Fonte: Diário da Região

Receba o FocoNews em seu WhatsApp

Salve o nosso número e envie "notícias" para (17) 99623-1183 para receber as informações do FocoNews diariamente em seu celular. Se preferir, clique aqui para iniciar uma conversa direta no nosso WhatsApp. O processo é o mesmo, ok? Salvar o número e enviar a palavra "notícias".



1 Comentários

  1. Infelizmente tenho que dizer que esses adolescentes são verdadeiros marginais, prova disso, e a perseguição contro o filho da vítima. Não deve jamais frequentar a mesma escola dos nossos filhos!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
FocoNews - Conectou, virou notícia!
FocoNews - Conectou, virou notícia!