Divulgação/Prefeitura de Votuporanga

A Prefeitura de Votuporanga decidiu usar drones na fiscalização de criadouros do mosquito Aedes aegypti. O município decretou epidemia de dengue no início desta semana e já registrou 3.652 casos da doença. Outros 1.710 casos estão em investigação. Uma média de 30 novos casos por dia são registrados na cidade.

Boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde coloca Votuporanga na quarta colocação no país, seguida de Rio Preto, entre os municípios que apresentaram os maiores registros de casos prováveis de dengue. De acordo com o governo federal Goiânia (GO) apareceu no topo, com 22.532 casos.

“Certamente, não é uma posição que os municípios gostariam de ocupar. Vemos isso com preocupação porque estamos fazendo tudo aquilo que está ao nosso alcance, mas precisamos que todas as pessoas também contribuam diariamente, olhando suas casas, seus quintais e terrenos. Porque sabemos que combater a dengue é um dever de todos, e não só do poder público”, afirmou a secretária da Saúde, Ivonete Félix do Nascimento. “No entanto, vejo isso também de maneira positiva com relação à transparência, porque estamos notificando todos os casos suspeitos e confirmados para que as ações de bloqueio possam ser realizadas corretamente e também para que a população entenda a realidade e se envolva também de forma comprometida neste trabalho de combate”.

A Saúde de Votuporanga afirmou que o uso do drone é para reforçar o trabalho dos agentes de saúde, que têm acesso a imagens aéreas de locais e imóveis inacessíveis. “Além do agente de saúde responsável pela área fiscalizada pelo drone, uma equipe da Secretaria da Saúde acompanha a ação para dar respaldo jurídico e aciona, de imediato, o proprietário do imóvel para resolver a situação. Em casos onde não há possibilidade de solucionar de imediato, os agentes entregam uma notificação ao morador com prazo para executar a ação”, afirmou o município em nota.

A prefeitura afirmou que a utilização do equipamento ocorre com base na lei municipal 6.230, de 24 de julho de 2018, que tem entre as suas finalidades o combate ao avanço da dengue no município. “Segue todas as normas vigentes quanto à privacidade”, afirmou em nota.

Segundo a pasta de Saúde, foi realizada contratação emergencial no valor de R$ 4 mil para locação do equipamento com operador para dar início ao serviço de maneira imediata e provisória, “tendo em vista que a aquisição de um drone está em processo de licitação para realizar esse tipo de serviço e suprir também outras necessidades da administração”.

Mortes


Em 2022, Votuporanga registra três mortes pela doença: sendo dois homens, de 75 e 59 anos, com comorbidades; e um menino de 3 anos, também com comorbidade. “A cada caso notificado como suspeito e positivo, a Vigilância Ambiental da Secretaria da Saúde trabalha com as ações de bloqueio ao redor da residência na busca por criadouros e eliminação dos focos de forma a evitar que outras pessoas também contraem a doença”, disse em nota.

É preciso cuidado

O promotor de Justiça Sérgio Clementino alerta sobre o uso das imagens registradas pelo drone. “É preciso saber o que será feito com as imagens e fotografias captadas pelo equipamento. E ter cuidado para que pessoas não sejam expostas e assim caracterizar a invasão de privacidade. As imagens têm potencial a depender de circunstâncias concretas”, afirmou.

De outro lado, o promotor avalia que a ferramenta é importante no combate à doença porque pode auxiliar na identificação de possíveis criadouros do mosquito, como piscinas abandonadas. “Ou então quintal sujo, ou pneus”, afirmou Clementino.

Em Rio Preto, até esta sexta-feira, 8, foram registrados 2.741 casos confirmados e outros 489 em investigação. Segundo a Secretaria de Saúde, esses números mostram uma queda significativa em relação a anos anteriores.

Ao contrário de Votuporanga, não se cogita o uso de drone na fiscalização dos criadouros da dengue. “Visto que quase 80% dos criadouros estão no intradomicílio em áreas onde o drone não chegaria. A situação de Rio Preto é de alerta, porém os números estão dentro do previsto para a época do ano”, afirmou em nota.

A pasta de Saúde informou que continua com o trabalho dos agentes de saúde nas ruas, além de equipes de bloqueio e nebulização em torno dos casos positivos. “Também é realizado o trabalho nos imóveis especiais mensalmente (shoppings, escolas, hipermercados) e nos Pontos Estratégicos (borracharias, floriculturas e cemitérios). A Vigilância Ambiental em parceria com a Secretaria de educação também desenvolve ações de educação nas escolas desde o início de 2022”, disse em nota. (RL)

Fonte: Diário da Região

Boletim da dengue

Cidades com mais casos de dengue no País e incidência por cem mil habitantes

Goiânia (GO)
Casos: 22.532
Incidência: 1.448

Brasília (DF)
Casos: 15.850
Incidência: 512

Palmas (TO)
Casos: 7.087
Incidência: 2.261

Votuporanga
Casos: 3.935
Incidência: 4.094

Rio Preto
Casos: 3.741
Incidência: 797

Fonte: Ministério da Saúde

Receba o FocoNews em seu WhatsApp

Salve o nosso número e envie "notícias" para (17) 99623-1183 para receber as informações do FocoNews diariamente em seu celular. Se preferir, clique aqui para iniciar uma conversa direta no nosso WhatsApp. O processo é o mesmo, ok? Salvar o número e enviar a palavra "notícias".


Publique um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
FocoNews - Conectou, virou notícia!
FocoNews - Conectou, virou notícia!