Foto: Arquivo Pessoal

Morreu na madrugada desta terça-feira, 3, no Hospital de Base (HB) em Rio Preto, o paciente José do Anjos, 79 anos, que estava internado havia mais de 200 dias. De acordo com o Ministério Público, ele estava em estado de abandono desde outubro do ano passado, após receber alta hospitalar.

"O Hospital de Base (HB) informa que o paciente J.A. faleceu às 4h45 desta terça-feira, 3 de maio. Em respeito à Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), o HB não pode fornecer mais informações sobre o caso do paciente. A instituição presta sua solidariedade à família", consta na nota emitida pelo HB.

De acordo com Sílvio dos Anjos, filho do paciente, o pai foi intubado após complicações durante procedimento de hemodiálise. Anjos estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital.

O Diário revelou no sábado que o idoso estava "esquecido" no hospital em leito do Sistema Único de Saúde desde outubro de 2021. Na sexta-feira, 29, o filho dele compareceu ao HB quando teve início do processo de remoção do pai para uma instituição de saúde em São Paulo que poderia recebê-lo. O paciente tinha de realizar hemodiálise três vezes por semana.

A situação de José levou o Ministério Público a ingressar com ação contra a Prefeitura de Rio Preto com o objetivo de transferi-lo para uma entidade no município que pudesse abrigá-lo e que garantisse transporte para a realização da hemodiálise no hospital.

A Justiça havia concedido liminar com pedidos feitos pelo promotor de Justiça Sérgio Clementino, que determinava ao Executivo a disponibilização de vaga em uma instituição no prazo de cinco dias. Em caso de descumprimento, a multa diária no valor de R$ 1 mil — limitada a R$ 20 mil.

Atualmente, o município já havia apresentado contestação no processo defendendo que a responsabilidade da internação caberia ao governo do Estado. Com a morte de José, o processo deverá ser extinto.

Silvio afirmou ao Diário que o velório de José deverá ocorrer em capela no cemitério São João Batista até a manhã desta quarta-feira, 4. Além dele, a filha que mora na região também deverá se despedir do pai.

O filho disse que se reencontrou com o pai há cerca de um mês, quando ele já estava internado no HB. Ele não via o pai há 15 anos. "Ele descansou", disse o Silvio ao lamentar a morte. Outros familiares, que estão em São Paulo, não virão ao velório e enterro por falta de condições financeiras.

Fonte: Diário da Região

Receba o FocoNews em seu WhatsApp
Salve o nosso número e envie "notícias" para (17) 99623-1183 para receber as informações do FocoNews diariamente em seu celular. Se preferir, clique aqui para iniciar uma conversa direta no nosso WhatsApp. O processo é o mesmo, ok? Salvar o número e enviar a palavra "notícias".




Publique um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
FocoNews - Conectou, virou notícia!
FocoNews - Conectou, virou notícia!