Troco Solidário

FocoNews - Conectou, virou notícia!

POUPATEMPO


Em alusão à Campanha Junho Violeta, que reforça a importância do combate à Violência Contra a Pessoa Idosa, o Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa – CMDPI, em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, realizará na próxima quarta-feira, dia 15 de junho, Dia Mundial de Conscientização da Violência contra a Pessoa Idosa, a partir das 9h00, uma passeata que percorrerá as principais ruas e avenidas da área central para orientar, conscientizar e mobilizar a população no combate à violência contra os idosos.

O ponto de encontro será na Praça João Mariano de Freitas. A passeata contará com a participação dos membros do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, Lar dos Velhinhos, Pastoral da Pessoa Idosa, unidades do CRAS e CREAS, APAE e Secretaria de Desenvolvimento Social e demais órgãos. Em seguida, um pedágio educativo social será realizado para a entrega de panfletos de orientações quanto os tipos de violência sofrida pelo idoso e conscientização em relação ao Estatuto do Idoso.

A data alerta para a responsabilidade de cada um na construção de uma sociedade que respeite e garanta os direitos dos idosos. De acordo com a secretária de Desenvolvimento Social, Pérola Fonseca Cardoso, durante a pandemia, houve um aumento do número de denúncias de violência e violações dos direitos contra a pessoa idosa. “Infelizmente, esses casos têm aumentado. Por isso é importante que qualquer pessoa saiba identificar uma situação de violência com idosos para denunciar, afinal, a violência contra idosos é crime. Caso você perceba que seu vizinho idoso ou algum idoso que você conheça não esteja recebendo o cuidado que merece, não está sendo bem alimentado ou cuidado, está sendo agredido fisicamente ou verbalmente, denuncie, mesmo que de forma anônima. Isso é fundamental para que possamos ajudar a diminuir drasticamente o número de agressões”, reforçou.

A secretária Pérola explicou ainda que a incidência de violência contra idosos não é só física, mas também emocional, psicológica, patrimonial, entre outras. “Por isso todos precisamos estar atentos para denunciar e garantir a segurança e bem-estar de nossos idosos”.

Segundo dados do Disque 100, mais da metade das denúncias de violência contra idosos apontam que os episódios acontecem no ambiente doméstico da vítima e grande parte dos suspeitos de cometer a violência são filhos ou netos. “Por isso, valorizar o processo de envelhecimento e fortalecer as redes de apoio são pontos essenciais para promover o exercício coletivo do cuidado e da segurança nas relações cotidianas”, destacou Pérola.

A ferramenta para enfrentar, sensibilizar, coibir e amenizar esse sofrimento é a conscientização da sociedade como um todo. Este é o objetivo do Junho Violeta, um mês de reflexões e de celebração do Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa criado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e a Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa no ano 2006. A data alerta para a responsabilidade de cada um na construção de uma sociedade que respeite e garanta os direitos desse público.

Como denunciar

As denúncias de violência contra a pessoa idosa podem ser feitas pelo Disque 100 (Disque Direitos Humanos). O atendimento é realizado diariamente, 24 horas por dia, inclusive aos fins de semana. As denúncias também podem ser feitas através da Delegacia Online da Polícia Civil e do DISQUE 190 (Polícia Militar).

Por: SeCom

Receba o FocoNews em seu WhatsApp
Salve o nosso número e envie "notícias" para (17) 99623-1183 para receber as informações do FocoNews diariamente em seu celular. Se preferir, clique aqui para iniciar uma conversa direta no nosso WhatsApp. O processo é o mesmo, ok? Salvar o número e enviar a palavra "notícias".


Publique um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
FocoNews - Conectou, virou notícia!
FocoNews - Conectou, virou notícia!